Este site utiliza o plugin Flash Player 8, clique aqui para instalar.
PRESS
Rendimento agrícola em Portugal aumenta 9,3%

 


Eurostat regista em Portugal o quinto maior aumento da UE em rendimentos agrícolas, contrariando a redução de 2011.

Os rendimentos por trabalhador no sector agrícola em Portugal devem aumentar 9,3% em 2012, o quinto maior crescimento na União Europeia, avança esta quarta-feira o Eurostat.

O resultado contraria a redução de 10,7% registada pelo gabinete europeu de estatística em 2011. O aumento nos rendimentos deste ano devem-se em parte, afirma o Eurostat, à redução do número de novos trabalhadores no sector.

As estatísticas europeias para o rendimento na agricultura mostram acentuadas oscilações em Portugal. Em 2010, o Eurostat apontava para uma subida de 6,8% no rendimento no sector agrícola, ao qual se seguiu, em 2011, uma quebra de 10,7%.

No plano europeu dos 27 estados-membros, o aumento nos rendimentos do sector registou uma acentuada quebra para 1% em 2012, vindo de um aumento de 8% em 2011 e de 12,6% em 2010.

A subida no rendimento em Portugal fica em todo o caso atrás da evolução na Bélgica, onde o rendimento por trabalhador na agricultura subiu 30%, na Holanda, onde cresceu 14,9%, na Lituânia, com mais 13,6%, e da Alemanha, imediatamente à frente de Portugal, com uma subida de 12,1%.

França, Espanha e Itália registaram também crescimentos no rendimento. Estas, que são as primeiras estimativas de 2012, apontam para um aumento de 4,2% na França, 2,4% em Espanha e 0,3% na Itália.

www.publico.pt